22 de dez de 2016

Rede SAC realiza dez milhões de atendimento na Bahia em 2016

Secom/BA


De janeiro a novembro deste ano, a Rede SAC realizou cerca de dez milhões de atendimentos em todo o estado. O número corresponde a quase 28 mil por dia em mais de 870 serviços oferecidos por 42 instituições parceiras situadas nas esferas municipal, estadual, federal e privada. De acordo com o coordenador técnico da diretoria operacional da Superintendência de Atendimento ao Cidadão (SAC), Humberto Ramos, os três documentos mais emitidos ao longo do ano foram o Registro Geral (RG), Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a Carteira de Trabalho (CT), com 1 milhão, 380 mil e 177 mil cópias, respectivamente. 

“O balanço este ano foi muito positivo. Conseguimos ampliar os nossos serviços no estado e passamos a atender um público maior. O RG foi o mais demandado. Faz parte do nosso carro chefe. Para o cidadão, ter todos esses serviços à disposição em mesmo lugar representa comodidade“, afirma Ramos. 

Os serviços da Rede SAC são oferecidos em todo o estado para facilitar a vida do cidadão, que em diversas situações do cotidiano, podem recorrer ao sistema em busca de soluções. Um bom exemplo é a emissão de passaporte junto a um posto da Polícia Federal instalado nas unidades SAC. O cidadão conta com o serviço do SAC para viajar para outros países. 

O RG, por outro lado, é o documento básico de cada cidadão. Sem ele, até a matricula em contexto escolar é inviabilizada. Sabendo disso, a balconista Rosana Silva tratou de emitir a segunda via do RG para o filho, Fabrício, de 9 anos. “O ano nem acabou, mas já estou pensando no próximo ano. Quero matricular meu filho no Colégio Militar e para isso preciso que ele tenha a identidade”, afirmou. 

O SAC também oferece mecanismos para a garantia do direito do consumidor. A universitária Lara Caldas, recorreu ao Procon para solucionar um problema com uma loja. “Fiz um cartão em uma loja e a fatura vem com erros todo mês. Tentei resolver com a própria empresa, que se recusou. Por isso, resolvi pedir auxílio ao Procon”, explicou Lara. 

O acesso à rede SAC é simples: pode ser feito pelo Portal, que teve 22,4 milhões de acessos em 2016 e aplicativo SAC Mobile (36 mil downloads, com cerca de 80 mil acessos), disponível em dispositivos Android e IOS, pelo Call Center que teve 1,2 milhão de atendimentos neste ano, através dos telefones 0800 071 5353 (para ligações a partir de celular) e 4020-5353 (para ligações a partir de telefone fixo). 

De maneira presencial, o cidadão pode ser atendido por 63 unidades espalhadas pelo estado, sendo 15 na capital, 21 no interior, 24 Pontos Cidadão e 3 unidades do SAC Móvel. Esta última realiza rotas por diversos municípios baianos. Somente em 2016, a Rede SAC passou a contar com cinco novas unidades instaladas em Guanambi, Ribeira do Pombal, Euclides da Cunha, Barra da Estiva e Bom Jesus da Lapa. Além disso, teve o SAC Teixeira de Freitas reformado para uso. 

Desde a criação na Bahia, em 1995, a Rede SAC já realizou cerca de 183 milhões de atendimentos no estado. Reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma das melhores práticas na área de prestação de serviços públicos, o modelo já foi adotado por 24 estados brasileiros e o Distrito Federal, e por países como Portugal, Colômbia e República Dominicana. Para o cidadão, muito se deve à relevância comprovada no cotidiano.


Repórter: Leonardo Martins