3 de nov de 2016

Silêncio e criminalização da cobertura da mídia sobre as escolas ocupadas

MÍDIA


João Carlos Mazella /JCM/Fotoarena/Folhapress: RECIFE, PE, 03.12.2013: OCUPAÇÃO/REITORIA/PE - Dezenas de alunos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) continuam, na manhã desta terça-feira (3), bloqueando o acesso ao gabinete do reitor Anísio Brasileiro. Os estudantes querem a anulação do result
A jornalista Marina Pita, do Intervozes, faz uma análise da cobertura da imprensa brasileira sobre as ocupações das escolas e universidades contra a PEC 241 e a MP que reforma o Ensino Médio; "Num contexto de mais de mil escolas ocupadas em todo o Brasil contra a PEC 241 e a MP que reforma o Ensino Médio, o silêncio da imprensa sobre a mobilização dos estudantes é mais um capítulo sombrio do processo pelo qual passa o país, exemplar quando falamos de ausência de diversidade e garantia do acesso à informação no Brasil. Muita gente só tomou conhecimento das ocupações no último final de semana, quando locais de votação no segundo turno das eleições municipais tiveram que ser trocados em função das escolas mobilizadas. Até ali, as matérias foram raras. Agora seguem poucas, sem dar voz aos estudantes que ali estão, tampouco aos setores da sociedade que apoiam os protestos", diz. 247 BRASIL