19 de nov de 2016

NA QUEDA, CALERO DENUNCIA MARACUTAIA DE GEDDEL


Demitido do ministério da Cultura, Marcelo Calero revelou os bastidores da sua queda: Geddel Vieira Lima, articulador político do governo e um dos homens fortes de Michel Temer, o cobrou a pressionar o iPhan a liberar um empreendimento de 30 andares no centro histórico de Salvador. O motivo: Geddel era dono de um imóvel no empreendimento embargado. "E eu, que comprei um andar alto, como é que eu fico?", cobrava o ministro. Segundo Calero, ele não foi para o governo para "fazer maracutaia", nem para ceder às pressões de uma pessoa "truculenta" como Geddel; mais uma baixaria no governo Temer, que teve em Geddel um dos principais conspiradores do golpe parlamentar de 2016. 247 BRASIL