8 de nov de 2016

FIOL TEM APENAS R$ 250 MI PARA 2017, E CONCESSÃO TEM DE INCLUIR O PORTO SUL

BAHIA ECONÔMICA
08/11 - 16:50hs -



A Fiol – Ferrovia de Integração Oeste-Leste, principal obra de infraestrutura em construção na Bahia, foi incluída na primeira rodada do programa de concessões de infraestrutura do governo federal, mas para que seja leiloada o governo do Estado  terá de agregar à proposta uma solução para o Porto Sul.

A informação foi do Diretor de Concessões do Ministério dos Transportes, Fábio Luiz Lima de Freitas, que, em palestra no III Fórum Bahia Econômica, disse que o projeto de concessão da Fiol tem de estar associado à construção do Porto Sul.

Freitas disse ainda que o processo de concessão da Ferrovia Oeste-Leste só entrará em pauta após o governo do Estado elaborar um EVT – Estudo de Viabilidade Técnica  comprovando a viabilidade do projeto e incluindo nele o Porto Sul.

“A concessão da Ferrovia Oeste-Leste está amarrada a uma solução para o Porto Sul”, disse o diretor.  Ele afirmou ainda que o plano que os chineses apresentaram não está de acordo com a legislação vigente e que  a concessão tem de ter um estudo de viabilidade técnica que demonstre que o projeto é factível para vários investidores e não apenas os chineses.

Já Luiz Felipe Cardoso de Carvalho, Assessor do Ministério dos Transportes, disse que foram previstos R$ 250 milhões para a Fiol no orçamento de 2017 e que esse montante permitirá apenas a realização de 75% do trecho Ilhéus – Caetité, no final do ano e cerca de 10% do trecho Caetité – Barreiras.