17 de nov de 2016

AL-BA: Luiz Augusto confirma candidatura; PSD escolhe Menezes ou Coronel




BAHIA NOTÍCIAS

por Luana Ribeiro
AL-BA: Luiz Augusto confirma candidatura; PSD escolhe Menezes ou Coronel
Fotos: Divulgação AL-BA/ Montagem Bahia Notícias

O deputado Luiz Augusto (PP) entrou para o rol de nomes que disputarão a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Após o partido fechar a indicação, as lideranças se reuniram com o governador Rui Costa nesta quarta-feira (16). “Ontem estive com o governador, ele disse que não teria candidato, que não vai pedir voto, nem fechar questão por ninguém, que não vai interferir e cada um que quisesse lutasse por seus pares. Já comecei a trabalhar agora, só queria saber se ele iria se meter ou não”, afirmou o progressista. “Com esse aval do governo de não se meter, e nós somos o segundo partido a elegermos prefeitos, nada mais justo do que pleitear a presidência da Assembleia Legislativa”, avalia. Para quebrar o longo período de cinco gestões de Marcelo Nilo (PSL), o parlamentar aposta no trânsito na maioria e na oposição – nos bastidores, o partido é apontado como uma das siglas na berlinda em relação à manutenção na base aliada. “A gente tem na casa amizade dos dois lados, nos dois grupos. Já fui do grupo da oposição e deixei amigos lá, apesar de não estarmos mais no mesmo barco politicamente”, afirma. Com a entrada de Luiz Augusto, se configuram quatro pré-candidaturas ao cargo: há também Pastor Sargento Isidório (PDT), já confirmado (clique aqui); o próprio Nilo, que tentaria a sexta eleição, apesar de ter minimizado esforços (entenda); e um nome do PSD. A pulverização, que diferencia o cenário dos pleitos anteriores, pode ajudar na briga com o social-liberal. “Pulverizado ajuda, porque são 32 votos para poder se eleger. Se na primeira rodada não tiver ganhador, pode haver segundo turno, então ajuda aos três [exceto Nilo]", avaliou. No PSD, a escolha estará entre Adolfo Menezes e Ângelo Coronel e a definição deve ser feita até segunda-feira (21). “Vamos ter reunião com a bancada e com nosso senador, Otto Alencar. O PSD tem na bancada o nome de Adolfo Menezes e de Ângelo Coronel. Dependendo do retorno do senador de Brasília, nesta sexta ou segunda”, afirma Coronel.  O PSD também espera ganhar força com os deputados de oposição. “O nosso partido deve ter uma candidatura própria, estamos trabalhando para isso, conversando não só com o governo como com a oposição. A nossa candidatura não é de oposição é de unificação, de oxigenação da Casa”, completa.