1 de set de 2016

LULA ARTICULA FRENTE AMPLA DE OPOSIÇÃO A TEMER


Marcelo Camargo/Agência Brasil: <p>Brasília - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assiste a presidenta afastada, Dilma Rousseff, fazer sua defesa durante sessão de julgamento do impeachment no Senado ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)</p>

Com a efetivação do impeachment, o PT propõe aos aliados a formação de um bloco de resistência ao governo Michel Temer; o ex-presidente Lula reativou assim a articulação de uma frente ampla de esquerda, que reúna, além de partidos, sindicatos, associações, movimentos de esquerda, intelectuais e artistas em torno de um programa; segundo Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, Lula não descarta o lançamento de um candidato fora do PT para a Presidência, entre eles o ex-ministro Ciro Gomes (PDT); Lula conversou com a cúpula do PCdoB em defesa da proposta e sugeriu aos aliados uma reunião conjunta, que deve acontecer depois do feriado de 7 de Setembro; segundo o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), não deve haver "hegemonia" entre os partidos; o ex-governador Tarso Genro é um dos entusiastas da frente.247 BRASIL