4 de jul de 2016

A TRAJETÓRIA POLÍTICA DE JOSÉ CARLOS LATINHA





A trajetória política de Latinha passa pela resistência e luta contra a ditadura militar, nas grandes manifestações das Diretas Já em defesa da democracia, nas batalhas do movimento estudantil e sindical (CEG-REG-UNE-UBES-CIVUB), na atuação como vereador por 18 anos em Guanambi, presidente com dois mandatos da UVERMIG – União dos Vereadores da Microrregião de Guanambi, 37 anos de militância no PCdoB e na esquerda, na defesa intransigente dos interesses coletivos do povo e dos movimentos sociais (STR’s, ASSOCIAÇÕES, SISPUMUR, ONG PRISMA, SINDACS-ACE, FUNDAÇÃO JOAQUIM DIAS GUIMARÃES, GRÊMIOS LIVRES, DIRETÓRIOS ACADÊMICOS, entre outros).

A cassação do mandato de Latinha teve como principal objetivo calar a voz de um militante de esquerda que mantém a coerência histórica de não se deixar levar pelo encanto do Poder. A essência da sua atuação política sempre foi pautada pela HONESTIDADE, MORAL e ÉTICA. Essa marca sempre incomodou os poderosos e também os "camaradas”.

A marca da sua atuação sempre foi de respeito às divergências ideológicas e as diversas forças políticas, mantendo sempre o caminho diálogo e da negociação nos impasses políticos e sindicais, mas nunca abriu mão dos seus princípios.

Latinha participou do processo eleitoral de 2014 como candidato a deputado federal enfrentando poderosas máquinas eleitorais e financeiras, na qual conquista 6.182 votos – quase quatro mil votos em Guanambi.

Latinha ousou enfrentar a direção estadual e municipal do PCdoB quando negaram o direito de colocar a sua pré-candidatura a deputado estadual depois de 37 anos luta em defesa do partido e da democracia. Trajetória que foi jogada na lata do lixo por aqueles que defendiam os seus interesses pessoais em detrimento da coerência e da fidelidade partidária.


“Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo...".