12 de abr de 2016

Réu por corrupção, Cunha define as regras do golpe


:
Beneficiário de várias contas no exterior, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), marcou a votação do impeachment para domingo, como se fosse uma partida de futebol, e definiu as regras da votação, que começará pelos estados do Sul, mais favoráveis ao golpe – o que poderia criar uma onda em favor da deposição da presidente Dilma Rousseff; caso Cunha consiga derrubar a presidente, golpeando também a democracia, ele se torna, na prática, o vice-presidente da República; ou seja: na primeira viagem de Michel Temer ao exterior, Eduardo Cunha será presidente do Brasil. 247 BRASIL