15 de abr de 2016

Ato contra impeachment reúne mais de 20 mil no Centro


Da Redação, com informações de Luan Santos

A TARDE

A+
  • Lúcio Távora | Ag. A TARDE
    Manifestantes clamam palavras de apoio ao governo e pela democracia - Foto: Lúcio Távora | Ag. A TARDE
    Manifestantes clamam palavras de apoio ao governo e pela democracia
Um ato contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff reúne mais de 20 mil pessoas, segundo contagem da Polícia Militar, no Centro de Salvador, na tarde desta sexta-feira, 15. Com cartazes e bandeiras, os manifestantes clamam palavras de apoio ao governo e a favor da democracia.
O protesto começou por volta das 16h e também conta com a presença de membros da Central Única dos Trabalhadores (CTB), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e de partidos PT, PC do B, PCO e PSOL.
"Aqui temos sim divergências, mas estamos todos unidos a favor da democracia e do país. Não aceitamos a possibilidade de golpe. Vamos encher a caixa de email dos deputados que estão a favor da presidente, mas também denunciar os 15 deputados da Bahia que estão do lado do maior corrupto da história desse país (em referência a Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados)", afirmou o presidente da União Geral dos Trabalhadores, Magno Lavigne.
Durante a passeata, os manifestantes gritaram palavras de apoio à presidente Dilma e chama Eduardo Cunha de ladrão e golpista. "Vamos fechar a BR-324 para mostrar que não estamos de brincadeira, que não vamos aceitar esse golpe. Os trabalhadores não vão engolir o golpe. O MST vai acampar na Barra amanhã (sábado), vai dormir lá, porque a Barra é do povo, não pertence a ninguém", disse o coordenador do MST, Evanildo Costa. 
O militantes seguiram em direção à Praça Castro Alves, onde lideranças dos movimentos estão fazendo pronunciamento. De acordo com os organizadores, 30 mil pessoas participam do protesto no Centro.
Protestantes usam cartazes contra Eduardo Cunha e impeachment (Foto: Luan Santos | Ag. A TARDE)

Bandeira do Brasil com frase " em defesa da democracia" é estendida (Foto: Luan Santos | Ag. A TARDE)