27 de abr de 2016

AÉCIO ISOLA SERRA NO ACORDÃO COM TEMER


"Se amanhã o presidente Michel Temer optar por querer nossa participação, deverá fazer institucionalmente com a direção do partido, que não deverá se opor", disse ontem o senador Aécio Neves (PSDB-MG), ao anunciar a adesão do PSDB ao eventual governo Temer; isso significa que o interlocutor tucano com o grupo do vice-presidente não será mais o senador José Serra (PSDB-SP); tanto Aécio como Geraldo Alckmin temiam que, na condição de superministro do governo Temer, José Serra pavimentasse uma candidatura presidencial para 2018, solapando os planos de ambos; uma alternativa para Serra, que está rompido com Alckmin e nunca se entendeu bem com Aécio, é trocar o PSDB pelo PMDB. 247 BRASIL