6 de dez de 2015

FERROVIA OESTE-LESTE: GOVERNO QUER CARGAS SAINDO PELO PORTO DO MALHADO

06/12 - 09h42m
BAHIA ECONÔMICA


O governo do Estado desistiu momentaneamente de construir o Porto Sul e vai tentar viabilizar a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) redirecionado seu traçado para o atual Porto de Malhado, que está localizado no centro da cidade de  Ilhéus.

A ideia é construir um centro logístico a cerca de 40 km de distância do cais de Malhado, no entroncamento das Rodovias BR-101 e BR-116, no município de Uruçuca. A partir desse ponto, a carga da Fiol seria descarregada dos vagões e enviada até o porto em caminhões, por meio de uma rodovia estadual.

O problema é que essa ferrovia teria de ter um traçado que evitasse completamente a área urbana da cidade, afinal, seriam centenas de caminhões carregados de minério ferro passando pela cidade. Segundo reportagem do Estado de São Paulo, o governo já teria acertado a nova alternativa com o Ministro dos Transportes , Antônio Carlos Rofrigues.

O governo baiano também está buscando alternativas financeiras para tentar concluir pelo menos um trecho de 500 km da ferrovia, obra que está quase paralisada em razão da falta de dinheiro da estatal federal Valec, responsável pela construção da estrada de ferro.

Eracy Lafuente, coordenador executivo de Infraestrutura e Logística da Casa Civil, disse que o governo baiano tem conversado com investidores privados para convencê-los a entrar na Fiol e concluir a obra. Em troca, o investidor poderia fazer uma exploração comercial da ferrovia e do Porto de Malhado. "Temos dois investidores estrangeiros interessados, estamos em negociações sobre essa possibilidade", disse.

Segundo Lafuente, o plano B agora adotado pelo governo baiano não significa que o projeto do Porto Sul foi abandonado. "Nós não perdemos a necessidade de ter um transporte com grande movimentação, o que está diretamente ligado à construção do Porto Sul." O governo baiano já gastou anos e dezenas de milhões de reais para conseguir o licenciamento ambiental do Porto Sul. Com informações do Estado de São Paulo.