23 de nov de 2015

Número de negros mortos na Bahia pode ser maior do que média nacional, alerta Lídice

Segunda, 23 de Novembro de 2015 - 14:40

BAHIA NOTÍCIAS



Número de negros mortos na Bahia pode ser maior do que média nacional, alerta Lídice
Foto: Divulgação


A porcentagem de negros vítimas de mortes violentas pode ser maior na Bahia do que no resto do país, alertou a senadora Lídice da Mata (PSB). Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Assassinato de Jovens do Senado, a socialista contou que 77% dos assassinatos de 2013 envolveram jovens. “Mas talvez mais de 77% sejam jovens negros, até porque os policiais na Bahia também são negros. A polícia no Brasil é a que mais mata, mas também a que mais morre”, avaliou. “Nós estamos chegando em uma situação de grande calamidade no Brasil, em relação às mortes violentas. Essa é uma característica da América Latina, que une pobreza com crime organizado. Mas isso não quer dizer que nós devamos ficar calados, permitindo que essa realidade seja agravada”, completou. Segundo Lídice, a diferença desta CPI para as demais é que o relatório não será baseado apenas em pesquisas, mas no debate com a população e identificação das necessidades específicas de cada região. Para a senadora, é necessário a elaboração de políticas públicas que permitam a permanência dos jovens na escola, a punição dos responsáveis, a reformulação da política de segurança pública e modernização da atuação policial. A audiência pública da CPI do Assassinato de Jovens ocorreu na manhã desta segunda-feira (23), no município de Lauro de Freitas. A cidade foi escolhida por ocupar o terceiro lugar na lista dos 100 municípios com maior número de mortes por arma de fogo do país, conforme o Mapa da Violência 2015.