18 de nov de 2015

Guanambi terá programação especial na Semana da Consciência Negra

Guanambi terá uma programação especial para marcar o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. A Prefeitura de Guanambi, através da Secretaria de Cultura, esporte e lazer programa uma série de atrações.

A programação, em parceria com Ministério Público Federal, comunidade Quilombola de Queimadas, coletivos culturais, Fundação Joaquim Dias Guimarães, Grupo de Capoeira Ginga Bahia, Cesol, Casa do Artesão e alunos do SCFV (Serviço de Convivência e fortalecimento de vínculos) começa no dia 20, Dia da Consciência Negra.

Com o objetivo de estimular a articulação e mobilização das comunidades quilombolas, o Ministério Público Federal (MPF) em Guanambi (BA) convida a população para participar da audiência pública “Comunidades Quilombolas: regularização territorial, impactos de grandes empreendimentos e políticas públicas de saúde e educação”. O evento será realizado às 8h do dia 20 de novembro, na Câmara de Vereadores do município, localizada na Praça Henrique Pereira Donato, 90, Centro. Não é necessário fazer inscrição prévia para participar.

Ainda na sexta-feira (20), a partir das 18h acontece a concentração para o tradicional Cortejo Aalêko na rua Ana Nery do Bairro Monte Pascoal, que seguirá para a Praça Henrique Pereira Donato (Praça do Feijão), com a participação de diversos entes culturais do Município. A chegada será por volta de 20h, quando haverá diversas apresentações culturais, como o Maculelê com facão, rodas de capoeira do Grupo Ginga Bahia, organizadas pelo contramestre Ravi. Além das manifestações culturais haverá também feira de Artesanatos, bazares, oficinas, rodas de conversa e muita celebração.




Às 21h, a banda Kolumbá formada por artistas Guanambienses como, Lanne Melo, Elias Gomes, Betinho Ramos, Indira Charles, Jardel, Cacau Ribeiro, Cláudio Oliveira, Tiago Tchê, Roninha, Vera Caldas, Pretinho, Natalia Bueno, Juliano Paulo (Tata) e Rafael Miranda sobem ao palco em um show que também celebra o legado da cultura e identidade africana. No repertório, novas músicas compostas especialmente pra essa fusão, além de composições próprias dos artistas e músicas que marcaram o axé, como Pérola Negra, Faraó, Muzenza, Deusa do Amor, Elejibó, Rosa, Protesto do Olodum e muitas outras.

Após a banda Kolumbá, quem anima a festa são os meninos do Samba A3 com muita roda de samba, partido alto e composições do vocalista Manu Lira.

No sábado (21), a partir das 18h haverá continuidade de apresentações culturais, oficinas de berimbau, turbantes, bazar, feira de Artesanatos e apresentações da Fundação Joaquim Dias Guimarães e do Reisado e rodas de Capoeira da comunidade Quilombola de Queimadas (Mutans). Em seguida o grupo Ginga Bahia apresentará a Puxada de Rede e o Teatro Musicado, contando história do povo negro.

Às 21h Jardel Pereira e Banda sobe ao palco com seu novo repertório e com músicas temáticas alusivas à data.

E pra fechar em grande estilo, a prefeitura trás para Guanambi um super show com a banda Afrodisíaco, a festa marca não somente o retorno da banda que teve sua música Café com Pão - Vixe Mainha, vencedora do Carnaval de Salvador em 2007, mas também o retorno aos palcos do Axé Music do cantor e compositor, ex-vocalista do Olodum, Pierre Onassis.

A escolha da data da Consciência Negra remete ao dia 20 de novembro de 1695, quando o povo negro do Brasil perdeu Zumbi, a sua maior referência na luta contra a opressão sofrida pelos escravos. De forma geral, a população parece ter pouca consciência de que o Negro tem direito ao seu espaço na sociedade como um todo e no mundo corporativo em particular. Esta situação é pouco compreensível diante da luta diária do Negro contra o preconceito e pela inclusão - infelizmente a sociedade não deixa a população negra competir de igual para igual, frisou o secretário municipal de Cultura, Victor Boa Sorte. "Que este fim de semana de Novembro, assim como todos os outros, seja de muita festividade, alegria e renove nossas energias para continuarmos nossa trajetória para conquista de direitos e igualdade de oportunidades. Estejamos todos, homens e mulheres, irmanados nesta caminhada pela liberdade e pela consciência da riqueza da diversidade racial" enfatizou o secretário.

Assessoria de Comunicação