Arthur e Roberto devem deixar Solidariedade

EXCLUSIVA POLÍTICA LIVRE

Foto: Divulgação
Apesar do posto importante que ocupa no partido, Arthur não teria se adaptado bem à vida no Solidariedade
Líder do Solidariedade na Câmara dos Deputados, o baiano Arthur Maia estuda a possibilidade de deixar o partido. Ele estaria desconfortável em relação a um conjunto de posições do Solidariedade, que aqui na Bahia até hoje, por exemplo, não expulsou o ex-deputado Luiz Argolo, condenado há 11 anos de prisão por envolvimento no esquema de corrupção conhecido como petrolão. Com perfil forte de líder, Arthur nunca se conformou também em não ter o controle da agremiação no Estado. Entre os novos destinos partidários estudados pelo deputado federal está o PPS, partido que na Bahia é controlado por Maurício Carvalho, funcionário da secretaria municipal de Urbanismo (Sucom) que foi indicado para comandar a sigla por Roberto Maia, irmão de Arthur e ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa, hoje também filiado ao Solidariedade. Carvalho foi secretário municipal de Finanças de Roberto em Lapa. Entre os quadros do PPS em Salvador estão o secretário municipal de Educação, Guilherme Bellintani, e o líder do prefeito ACM Neto na Câmara de Salvador, vereador Joceval Rodrigues.
Share:
Postar um comentário

Acesse e Leia!

Mais Vistos da Semana

Total de visualizações

Arquivo do blog

Google+ Followers

Arquivo do blog