Palmas de Monte Alto: Detento "problemático" coloca fogo em cela e deixa vários presos queimados


 
Terça, 21 de Janeiro de 2014  
 
Não é de hoje que o detento Dione Moreira Cardoso, 21 anos, vem aprontando e sendo notícia até na imprensa nacional depois da última fuga da cadeia pública do município de Palmas de Monte Alto (BA), quando ele e outro companheiro de cela arrombaram a própria Delegacia e roubaram uma arma de fogo e uma motocicleta que estavam apreendidas. Mas o fato, é que por volta das 16h desta segunda-feira (20), o preso voltou a aprontar mais uma de suas atitudes injustificáveis. De acordo com informações da Polícia Civil, o jovem Dione, conhecido pelo seu comportamento problemático dentro da prisão, colocou fogo em uma das celas da nova cadeia que foi recentemente construída. Após o incêndio, a fumaça tomou conta do prédio e só se ouvia os gritos desesperados dos detidos pedindo ‘socorro’. Por ordem da Delegada, os policiais militares e o carcereiro abriram as celas para socorrer os presos queimados.

Em seguida, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e compareceu ao local para efetuar os primeiros socorros. A equipe de enfermagem constatou que três presos apresentavam algumas queimaduras e outros dois haviam inalado bastante fumaça, sendo necessário que todos fossem encaminhados para o Hospital Municipal.

A reportagem do Programa Giro de Notícias obteve a informação de que o fogo atingiu apenas a cela onde estavam os detentos: Dione Moreira Cardoso, autor do fato, Miraldo de Jesus Alves, Deleon Lopes da Silva, Deilton Rocha Teixeira e Ednaldo Viana Bernades. Até o momento não houve confirmação se Dione agiu sozinho ou contou com ajuda de mais algum preso. O que se pode afirmar com toda certeza absoluta, é que mais uma vez o jovem ‘desafia’ o estado.

Ainda de acordo com a polícia, trinta minutos antes do incêndio, a juíza Dra. Adriana Silveira Bastos, representante da comarca de Palmas de Monte Alto (BA), esteve na Delegacia de Polícia para conversar com os presos, pois um ofício encaminhado pela Delegada Dra. Roselene Régis de Almeida, revelava a ameaça de que a qualquer momento, os detentos poderiam tocar fogo na cadeia, pois estavam insatisfeitos com as proibições de banho de sol e a visita íntima.

Reportagem de Vilson Nunes DRT-DF 7181
Fonte: Polícia Civil de PMA

Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog