Serra desaba em São Paulo; Manuela avança em Porto Alegre


Portal Vermelho


A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (29) confirma em São Paulo um cenário eleitoral de indefinição. Em primeiro lugar e estagnado está o candidato do PRB, Celso Russomanno, com 31% das intenções de voto – mesmo índice revelado na pesquisa do último dia 21. As principais mudanças foram registradas entre os candidatos Fernando Haddad (PT) e o tucano José Serra – representante das forças conservadoras na capital.


Em terceiro lugar, com 14% da preferência do eleitorado, Haddad apresenta um crescimento de seis pontos percentuais em relação à pesquisa anterior. Já o representante do tucanato paulistano se mantém na segunda colocação, mas em um cenário que aprofunda sua vertiginosa queda nas intenções de voto. Serra atinge agora apenas 22% dos eleitores da capital – um número 5% menor do que o apresentado pela última pesquisa antes do início da propaganda eleitoral de rádio e TV.

A acentuação da rejeição de Serra é outro indicativo que aprofunda a dificuldade de o PSDB reverter essa situação. Neste quesito da pesquisa, Serra é líder isolado, com 43% de rejeição. E supera sua própria marca de 38% registrada na pesquisa de 21 de agosto.

Manuela cresce na preferência do eleitorado

Em nova rodada de pesquisas em Porto Alegre, o candidato José Fortunati (PDT) e Manuela D'Ávila (PCdoB) aparecem tecnicamente empatados. Manuela aparece com 32% – dois pontos a mais que na última pesquisa – de 21 de julho. Já o atual prefeito e candidato à reeleição aparece com 36%.

Em comparação com a última pesquisa divulgada pelo instituto, Fortunati oscilou negativamente dois pontos percentuais, enquanto Manuela cresceu dois pontos. Também foi realizada uma simulação envolvendo Manuela D'Ávila e José Fortunati em um eventual segundo turno. Nesse cenário, os candidatos também aparecem empatados, com 43% das intenções de voto dos eleitores da capital gaúcha.

Geraldo Júlio salta de 7% para 22% 
Na corrida eleitoral pela Prefeitura do Recife, o candidato Geraldo Júlio (PSB) cresceu 22 pontos em um intervalo de pouco mais de um mês – saltando de 7% para 29%. No levantamento anterior, realizado nos dias 19 e 20 de julho, o petista Humberto Costa liderava a corrida com 35% das intenções de voto. De lá para cá, ele oscilou negativamente para 29%.

Um dos fatores do crescimento de Geraldo Júlio é o apoio de 14 partidos na sua coligação – que lhe garantiram 12min31s no programa eleitoral –, além do empenho do governador Eduardo Campos, também do PSB.

Eduardo Paes confirma vitória no primeiro turno
O atual prefeito do Rio de Janeiro e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB), tem a preferência de 53% das 920 pessoas entrevistadas pelo Datafolha na pesquisa anunciada nesta quarta-feira (29) – um ponto percentual a menos em comparação com a amostra divulgada no dia 20 de julho. Já o candidato do PSol, Marcelo Freixo, registrou crescimento de 10% para 13%.

De acordo com o Datafolha, 12% dos eleitores declararam que poderiam votar em qualquer um dos candidatos. Os que afirmaram que não votariam em nenhuma das opções somam 6%. Os que não sabem totalizaram 13%.

Patrus cresce apenas 3 pontos percentuais

Em Belo Horizonte, o prefeito e candidato à reeleição Marcio Lacerda (PSB) mantém 16 pontos percentuais de vantagem sobre o ex-ministro Patrus Ananias (PT). Lacerda tem 46% das intenções de voto, contra 30% de Patrus.

A 39 dias para o pleito e uma semana após o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, a diferença a favor de Lacerda oscilou um ponto para baixo em relação à verificada pelo Datafolha na pesquisa anterior, de 19 e 20 de julho. Os eleitores indecisos são 9% do total, uma oscilação negativa de três pontos em relação à pesquisa anterior. Votos brancos somam 10%. Os outros cinco candidatos que concorrem à prefeitura da capital mineira somam 4% das intenções de voto.

Ratinho Junior e Ducci dividem a liderança
Os candidatos à Prefeitura de Curitiba Ratinho Junior (PSC) e Luciano Ducci (PSB) tomaram a dianteira das intenções de voto na cidade e dividem a liderança da última pesquisa Datafolha.

De acordo com o levantamento, Ratinho e Ducci têm 27% das intenções de voto. Já Gustavo Fruet (PDT) – que, na última pesquisa do instituto, dividia, em empate técnico, a liderança com os outros dois candidatos – oscilou negativamente (tinha 23%) e agora tem 20%.

Entre os três principais postulantes à Prefeitura de Curitiba, o mais rejeitado é Ducci: 21% dos eleitores entrevistados pelo Datafolha responderam que não votariam de jeito nenhum no atual prefeito. Em seguida, aparecem Ratinho Junior, com 18% de rejeição, e Gustavo Fruet, com 10%.


Da Redação,
Mariana Viel - com informações da Folha de S. Paulo
Share:

Nenhum comentário:

Acesse e Leia!

Seguidores

Mais Vistos da Semana

Arquivo do blog

Arquivo do blog